Charutos Cubanos

Counting crows – “Big yellow taxi”

Posted in sounds by jorgecorreia on Junho 24, 2009

Cá está ela! Esta é a música que passava literalmente “todos os dias” na rádio e que me deixava sempre contente. Há anos que a vou cantando. Nunca soube a letra direito pelos vistos, e as minhas pesquisas nunca deram resultado quando foi altura de a tentar encontrar. Era eu sempre a insistir na pesquisa por “paradise” e nada. Foi então ontem à tarde que a vh1 finalmente me deu o nome deste hit intemporal! Pronto, a música é um “bocado” batida já, e o vídeo é muito “ínicio de milénio em parques de diversões abandonados”, mas fogo, nunca mais vou esquecer isto, até porque continua a despertar em mim o mesmo sentimento de sempre. Ainda mais com o verão aí…

Anúncios

5 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Teresa said, on Junho 24, 2009 at 8:45 pm

    Ohhhh, esta música é realmente intemporal! batida, mas intemporal
    realmente, o video está ligeiramente virado para o “inicio de milenio em parques de diversoes abandonados”, fazendo-me lembrar um pouco dum episódio daquela irritante série que tem o nome em portugues (“em contacto”) que vai em grande conformidade com o nome em ingles (“Ghost Whisperer”) que ocorre num circo e com um senhor fantasma maléfico que ataca uma bruxa grávida fazendo ocorrer quase um abordo espontaneo e uma enorme dor de cabeça à senhora que sente a presença do ser do além… bons momentos televisivos que eu sempre capto!
    Por fim, desta banda adoro outra música, a Colorblind, aconselho a ouvir 🙂

    grande Chémwell, sempre contigo 🙂

  2. Teresa said, on Junho 24, 2009 at 8:47 pm

    aliás, até te deixo aqui…

  3. M.B. said, on Junho 25, 2009 at 8:53 am

    Cinema 🙂

  4. M.B. said, on Junho 25, 2009 at 9:14 am

    porém, aqui, nesta terra onde os sonhos são um quanto ou tanto limitados temos de pensar em alternativas na nossa vida, para o caso de algo não correr bem. descobri esta paixão já desde cedo, começei pela moda, e contnuo a pensar também na moda, mas representar é de facto uma dádiva se a puder usufruir no futuro de modo mais público e de modo mais alargado.
    a arte, a literatura e a psicologia são as minhas fontes. e as tuas?…

    de lisboa para o porto, mensagem expressa!

  5. M.B. said, on Junho 25, 2009 at 11:30 am

    espero que tenhas bastante sucesso no teu percurso enquanto arquitecto, e se realizar tal como actuar também fazem parte dos teus planos força. pode ser que um dia nos cruzemos num estúdio ou palco qualquer em algum canto do país, ou quem sabe, do mundo…

    em que aspectos a imagem da lisboa mudou para ti?


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: